Talmud Torah Online

Centro de Estudos Online de Judaismo. Mudamos a maioria das nossas discussões para a comunidade orkut. Acessem em: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=45798300 . Esse site continuará no ar..
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Sala de Discussão: TalmudTorah OnlineSala de Discussão: TalmudTorah Online  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Mishná 17, perek Reví, Pirkey Avot

Ir em baixo 
AutorMensagem
liderlite
Shammes
Shammes
avatar

Número de Mensagens : 106
Idade : 26
Nome : Daniel פסח מרדחי
Data de inscrição : 22/11/2007

MensagemAssunto: Mishná 17, perek Reví, Pirkey Avot   Sab Nov 24, 2007 8:53 pm

Bom, se eu não começar o primeiro post me sentirei meio mal he he...
Segundo os comentários de Adolpho Wasserman (Sidur do CIB - Shabbat, Motsaê Shabbat e Pirkey Avot) sobre a mishná 17 do perek revi, do Pirkey Avot, a coroa da Torah(estudo e observância), a coroa do Cohen(a devoção) e a coroa da realeza(o governo de ordem benigna entre os homens, que só é possivel se for feita Tsedaká e atos de bondade com o próximo), são os modos de se viver a vida religiosa judaica.
Então, a mishná 17 do perek reví se encontra diretamente com a mishná 2 do perek rishon: "O mundo se apóia sobre três coisas - sobre a Torah, sobre o culto Divino e sobre os atos de benevolência." que, juntamente com o tema abordado na mishná 18, perek rishon, mantém o mundo. E são elas:"Três coisas fazem o mundo ser preservado: a verdade, a justiça e a paz. Verdade e julgamento de paz administram teus portões." Chegamos à conclusão que as opiniões de nossos sábios não se interligam por acaso.
Ainda sobre amishná 17, perek reví, existe a coroa do bom nome, que só se consegue pelos caminhos da Torah. A mishná 8 , perek reví , de Rabi Iosi, diz: "todo aquele que honra a Torah acabará sendo honrado pelos outros; mas aquele que desonra a Torah acabará sendo desonrado pelos outros. Pela mishná 6, perek shení, são expostos os temperamentos necessários para se cruzar o caminho da Lei.

Existem, no entantanto, outros passukim da mishná que se relacionam com os já tratados no mesmo assunto? study
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.judeunagalut.blogspot.com
DAVI COHEN LOZADA
Beit Din
Beit Din
avatar

Número de Mensagens : 32
Idade : 40
Nome : דוד כהן לוזדה
Data de inscrição : 23/11/2007

MensagemAssunto: Re: Mishná 17, perek Reví, Pirkey Avot   Qua Nov 28, 2007 10:11 pm

Shalom Daniel

Rabi Akiva dizia: A Massorá (tradição) é a defesa da Lei Divina (Torá)...

Portanto essa iniciativa é louvável e com toda certeza renderá bons frutos, creio que será um fórum onde a qualidade das postagens irá superar em muito a quantidade, em breve esse canal tornar-se-á um farol para todos que quiserem discutir e tirar dúvidas sobre Yahadut.

Sua colocação é cabida, pois Rabi Hillel dizia: "Procuai ser como os discípulos de Aharon, amai a paz, procuari a paz, amai a humanidade e exorta-a ao estudo da Torá" note que o tripé aqui gira em torno do amor, paz e Torá, ele sugere que para ensinarmos a humanidade temos primeiro que ama-la, para ama-la devemos antes amar a paz e procura a paz, procurar a paz pode ser melhor lido como, dar condições para o surgimento da paz.

De acordo com seu pensamento temos as palavras de Rabi Shimon que disse: "O mundo manten-se por três princípios: pela verdade, pela justiça e pela paz, como se acha dito; qua a verdade, a justiça e a paz reinem nas vossas portas".
Vossas portas são nossos lares, aplicando as Torá localmente seviremos de pequenos focos de luz, para iluminar o mundo até a vinda de Mashiach que consumará a paz eterna.

Para terminar lembremo-nos que devemos mais e mais estudar a Torá e a sua explanação pelos sábios, não devemos de modo algum honrar a ignorância, Hilel já dizia: "O idiota não teme o pecado, o ignorante não pode ser verdadeiramente devoto, o tímido não aprende..."

Em contrapartida a isso não devemos nos vangloriar de termos algum conhecimento da Torah, pois Rambam Yokhanam Ben Zakay discipulo de Hillel dizia: "Se aprendeste muito da Torá, não julgues esse fato como um mérito teu, pois para tal foste criado"


Shalom
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
liderlite
Shammes
Shammes
avatar

Número de Mensagens : 106
Idade : 26
Nome : Daniel פסח מרדחי
Data de inscrição : 22/11/2007

MensagemAssunto: Sua colocação   Qui Nov 29, 2007 1:08 pm

Sua colocação é bem cabida chaver. Acabei de notar uma coisa em:

"amai a paz, procuari a paz, amai a humanidade e exorta-a ao estudo da Torá"

Os 10 mandamentos possuem 5 mandamentos ligados a nossa relação com hashem e 5 mandamentos em relação ao proximo.

mas diz-se que quem peca contra Hashem , comete o pecado somente contra Hashem. mas quem peca contra seu semelhante, peca contra seu semelhante e contar Hashem.

Que podemos concluir agora sobre a frase em destaque?

Hacadosh Baruch´hu, gosta que sejamos devotos a ele. mas, mais que isso, quer que amemos a nossos próximos. Por que Avraham mandou buscar a esposa de Itschack na babilonia? Porque eles se amavam!

Hashem quer que: Amemos a Paz(com o próximo), Procuremos a Paz(procuremos estar bem com todos) e Amemos a humanidade. Só após esses 3 fatos a humanidade será exortada a estudar a praticar a Torah em sua totalidade, e mais do que isso, creio, possibilitará a vinda de Mashiach o o Mundo Bom que viveremos após sua chegada.

Shalom!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.judeunagalut.blogspot.com
Neto
Talmid Chachan
Talmid Chachan
avatar

Número de Mensagens : 68
Data de inscrição : 29/11/2007

MensagemAssunto: Pergunta:   Qui Nov 29, 2007 2:01 pm

Bem, eu gostaria que se demonstrasse a correlação entre a Torah escrita e a Torah Oral, de modo que se ratifique a sacralidade da Torah Oral???? em qual versículo, livro e referências.

E também quero congratular ao Daniel pela iniciativa de compartilhar seus muitos saberes!!!

Obrigado e tudo de bom!!!!!

Wink cheers Basketball No
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
liderlite
Shammes
Shammes
avatar

Número de Mensagens : 106
Idade : 26
Nome : Daniel פסח מרדחי
Data de inscrição : 22/11/2007

MensagemAssunto: Isso   Qui Nov 29, 2007 2:16 pm

Isso é um bom novo post para ser debatido, mas não aqui.
Vou criar um novo, ok chaver?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.judeunagalut.blogspot.com
Neto
Talmid Chachan
Talmid Chachan
avatar

Número de Mensagens : 68
Data de inscrição : 29/11/2007

MensagemAssunto: Re: Mishná 17, perek Reví, Pirkey Avot   Qui Nov 29, 2007 2:18 pm

Tá ok, é porque ainda estamos embaraçados no uso do portal.

cheers Surprised

Valeu e tudo de bom!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: Sim, Ahuv...   Dom Dez 09, 2007 12:36 am

Para um entendimento mais profundo sobre a Mishná 17 leias:

Capítulo 32 do Tania; study

•Sijot Shabat Parshat Kedoshim, 5727; study

•Sijot ajaron shel pesaj, 5736 study

•e Sijot Matot-Masei, 5737 study

Estarei de Plantão por isto preciso repousar...Mas farei o possível para ainda hoje postar estes passukim para si, ok?

Chanuká Sameach !


Última edição por em Seg Dez 10, 2007 6:42 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: Re: Mishná 17, perek Reví, Pirkey Avot   Seg Dez 10, 2007 12:58 pm

Daniel...Ahuv, vou utilizar um dos ensinamentos do Rebe para entenderes o que lestes na Mishná 2, na Mishná 17 e na Mishná 18, ok?






ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸


No Capítulo 1 da Mishná 12 - Pirke Avot, a mensagem central é:
"Amar e procurar a Paz".

ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸



Na Mishná 18, Perek Rishon lemos: " Três coisas fazem o mundo ser preservado: a verdade, a justiça e a paz."

"O mundo se apóia sobre três coisas: sobre a Torah, sobre o culto Divino e sobre os atos de benevolência"
Mishná 2 do Perek Rishon"

Pois bem, Ahuv...note que esta pessach não gradua as "três coisas" sobre as quais o mundo se apóia", mas sempre que leres a Mishná considere a ordem de citação das mesmas.


O Capítulo 32 do Tania, enfoca o "auto-sacrifício" e podes encontrar nele um belo significado da "coroa da Torah", da "coroa do Cohen" e da "coroa da realeza"

Neste Capítulo aprendemos o valor do interesse de Aharón pelo seu semelhante.
Quando consideramos a sua posição de sumo Sacerdote, conferimos uma dimensão de grandeza à conduta de de Aharon!

Hilel disse disse:
"Sejas um discípulo de Aharón, procures a paz e ames AOS SERES CRIADOS, levando a eles, (exortando-os) a Sabedoria da Torá" (como o nosso Chaver Davi, mencionou)

Mas perceba que são utilizadas as palavras: "SERES CRIADOS" em vez de "gentios".

Mientras estava fora do Santuário ocupando-se com os gentios.
A esta altura seria muito possível que Aharon obtivesse a "impureza ritual" por permanecer fora do Santuário por um período maior do que lhe era permitido.

Não obstante estava disposto a correr este risco a fim de divulgar amor e união entre muitos que não compreendiam o significado e valor deste sentimento e actitude...



Um detalhe muito importante na Mishná é a ordem de citação
Tenha sempre isto em mente!

Assim entenda da frase: "Três coisas fazem o mundo ser preservado: a verdade, a justiça e a paz".
1° :A Verdade
2° :A Justiça e
3° :A Paz

Assim, fica fácil entender porque o Rabbi complementa que "a Verdade e julgamento da Paz administram os portões"...


Aharón priorizava transmitir amor e bondade, na confiança de que D-us lhe permitiria exortar a Torá aos gentios, aos que não conheciam as palavras de D-us...

Colocava em risco, a sua "pureza ritual" de HaKohen (Sacerdote) por permanecer fora do Santuário além do tempo permitido.(sobre o culto e os atos de benevolência que citastes)

Também é significativo na Mishná o emprego dos verbos: "exortar" ou "introduzir" a Torah (aos "gentios") no sentido de entenderes a "coroa da Torah"

Aharón se dedicava aos gentios e procurava a eles se "integrar" ao máximo.
Seus esforços se centravam em "levar a eles a Sabedoria da Torah", e não esperar que HaShem, "sozinho" os conscientizassem da importância de compreender o significado das Palavras Sagradas.

A disposição de Aharón em exortar aos demais as Palavras de D-us não implicava em renúncia alguma das Leis.
Em momento algum ele adaptava a Torah "ao gosto" dos gentios por mais que muitos agissem de forma hostil com ele frente à questões que não compreendiam e por isto refutavam.

Se leres Shir HaShirim raba 19 entenderás que Aharón seguiu o mesmo modelo de Hashém:
Hashém inicialmente mostrou aos judeus "milagres" e maravillhas quando os libertou do cativeiro do Egito e somente depois lhes entregou a Torah no monte Sinai.



"Yebarejejá Hashem Veyishmereja"
= "Que HaShem te bendiga e te proteja"
Foi como HaShem ensinou a Aharon o modo como se deve bendizer o povo de Israel.

Se pensares é a resposta que precisamos para compreendermos "...o julgamento da paz" (Mishná 18, Perek Rishon) pois quando HaShem "Bendiz" não há melhor "recipiente" para receber e guardar (armazenar) a benção que a Shalom (a Paz).

Ou seja a paz é como um "recipiente", figurativamente o mesmo que aquele no qual podemos preencher com de água, vinho, pão, etc.
Se não há um recipiente tudo se derrama e se perde...

As bençãos necesitam de um recipiente que as receba e as mantenham, e assim é o mesmo com a paz.

Aharon é o exemplo que todos devemos seguir, porque mesmo que a ele ela atribuído conferir as bençãos, ele desenvolveu o dom de ensinar ao povo qual era o recipiente adequado para que as bençãos do Eterno "habitassem" entre eles.

Através da coroa do Cohen, ele quis "coroar" o povo com a Torah.
Aharon se dedicava(devoção) a garantir que todos os habitantes de Israel pudessem ser "recipientes" para uma completa paz.

A devoçåo de Aharon HaKohen era a sua maior ferramenta.

Nesta ordem de pensamento prosseguimos com o que HaShem disse a Aharon: "Yebarejejá Hashem Veyishmereja" = "Que HaShem te bendiga e te proteja"....
"que te bendiga e cuides do que lhe foi dado".

São duas coisas diferentes, "bendizer" e "guardar".

Uma pessoa pode ganhar muito dinheiro e no dia seguinte perder todos os seus bens materiais; foi "bendito" (recebeu as bençãos) porém não "cuidou do que recebeu".

Quero dizer que se há uma benção porém não existe um meio mais apropriado para que ela permaneça (um "recipiente onde possa ser guardada"), senão aquele onde a paz se encontra armazenada.

Por exemplo, se um homem muito rico, com um cargo importante em uma empresa, quem possui uma mansão, dispõe de um chofer, etc. todos os dias discute com sua esposa, com seu filho, estabelece com suas actitudes uma verdadeira "guerra diária"... seu sócio o leva aos Tribunais... este homem encontra-se envolto por problemas e dificuldades de ordem pessoal, não descansa, não tem paz, com certeza ele não disfruta de toda a riqueza material que possui.
Este homem amargura-se, se entristece porque não possuir paz é muito pior do que se ele nada possuísse, em termos financeiros.




As bençãos de HaShem são tão valiosas que, por isto, necesitam de um recipiente valioso, grandioso para poderem ser recebidas e preservadas...



Algo tão valioso como a paz!


Se prestamos atenção, podemos observar que existem dois tipos de bençãos, a primera é a que Yaakov deu aos sues netos Efraim e Menashé: "Yesimej Elokim Keefraim Vekemenashé".
E a segunda é a benção dos cohanim.

O que estas duas bençãos tem em comum?

A resposta é que ambas possuem o mesmo recipiente: a paz.

Desde a criação do mundo, observamos que havia discórdia entre os irmãos, o que generalmente ocorreu quando o "menor"(mais jovem) era melhor que o maior....

Cain viu que seu irmão Abel era melhor que ele, e o matou.

Yishmael também se deu conta que Itzjak era "mais especial" que ele aos olhos de Abraham e por isto também intentencionou matá-lo com suas flechas.

Esav era o maior (o mais velho), mas Itzjak bendizeu a Yaakov. Neste momento Esav jurou matar o seu irmão mais jovem.

O mesmo se passou entre Yosef com seus irmãos; ele era "mais especial" a Yaakov, e seus irmãos o excluiram a ponto de o venderem e também intencionaram matá-lo.

Quando Yaakov bendisse seus netos, filhos de Yosef, e colocou o mais velho do lado esquerdo e o menor do lado direito, sendo Efraim o mais jovem dizendo a ele que seria aquele que mais exito obteria...
Menashé, não se importou, não desenvolveu sentimentos de "ciúmes",não invejou...pelo contrário...se alegrou pelo seu irmão.

Ao observarmos esta actitude de Yaakov, podemos dizer que assim como eles receberam bençãos, todos os Filhos de Israel também as receberam.

Quando há motivos para discussão, porém quando uma pessoa se auto controla, é quando se liga, se conecta a benção, assim como foi com Menashé.

Assim também ocorreu com Moshé e Aarón...

Moshé, quem era o irmão mais jovem, foi escolhido por HaShem para ser o líder do povo, porém ele se negou dizendo que seu irmão Aharón era o mais apropiado, já que ele era o líder espiritual do povo de Israel no Egito.

Quando Aharón soube que seu irmão mais jovem, Moshé, seria o próximo líder do povo, se alegrou tanto por ele, que HaShem o escolheu para ser aquele a quem caberia a função de bendizer a todo o povo.
Por isto está escrito: "Vesamú Et Semi Al Bené Israel Van Abarejem" = "E levarão meu nome sobre o povo de Israel e os bendizerá"


Primero há que se levar o nome de HaShem, para garantir a Paz, sobre o povo, para logo em seguida, poderem receber as bençãos, garantindo assim que a paz seja o recipiente onde as bençãos permaneçam.

Após as bençãos os cohanim, nas sinagogas, rezam:"Sim Shalom" = "Põe, (ou derrama) a paz".
Recebemos as bençãos de HaShem, porém se agirmos de forma a estabelecermos conflitos entre os demais, se não nos auto-controlarmos, então estas bençãos não terão onde repousar e se perderão.


..."Verdade e julgamento da paz administram teus portões".

Devemos "julgar" no sentido de considerar a paz, para que estas bençãos dêem frutos.
A benção dos cohanim são ditas no singular, para entendermos que estamos unidos e formamos um só povo, sem divisões.

Antes da entrega da Torah, Am Israel legou-nos um alto nível de união, como está escrito: "Vayijen Sham Israel Negued Hahar" = "E se estabeleceu alí Israel a frente do Monte Sinai"


"Estabeleceu" no singular e não "estabeleceram" (no plural), para entendermos que era como disse a Mejilta: "Ish Ejad Beleb Ejad" = " Eram como um só homem com um só coração".

É por isto que quando Moshé desceu, depois de quarenta dias, e se deu conta que havia um descontentamento entre o povo...



Uns orando a HaShem e outros ao bezerro de ouro, isto os levaram a inúmeras discussões que culminaram na divisão do povo, já que muitos estavam practicando a idolatria...



Então Moshê decidiu romper as Tábuas, já que não havia encontrado um "recipiente" onde elas pudessem ser guardadas.


Uma vez que Moshê dedicou-se a devolver a paz a Am Israel, subiu ao monte Sinai em busca das segundas Tábuas.
ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸ﻼ.¸¸.¸¸.ﻼ.¸¸.¸¸



Se estiver interessante me digas que eu continuo depois, ok?



Neshikot!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
liderlite
Shammes
Shammes
avatar

Número de Mensagens : 106
Idade : 26
Nome : Daniel פסח מרדחי
Data de inscrição : 22/11/2007

MensagemAssunto: Interessante?   Qua Dez 12, 2007 2:33 pm

Interessante? Foi uma magnífica aula.
Bem o chaver Davi me disse que a qualidade superaria o número.
Se possivel, gostaria que continuasse sim com a aula Smile

Shavua Tov!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.judeunagalut.blogspot.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Mishná 17, perek Reví, Pirkey Avot   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mishná 17, perek Reví, Pirkey Avot
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» (UPIS) Velocidade da bala de um revólver
» Armado ou não / Pistola ou revólver?????
» Lançamento oblíquo
» Dinamica da fisica
» lançamento oblíquo

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Talmud Torah Online :: Talmud e Midrash :: Talmud-
Ir para: