Talmud Torah Online

Centro de Estudos Online de Judaismo. Mudamos a maioria das nossas discussões para a comunidade orkut. Acessem em: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=45798300 . Esse site continuará no ar..
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Sala de Discussão: TalmudTorah OnlineSala de Discussão: TalmudTorah Online  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD

Ir em baixo 
AutorMensagem
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Ter Dez 18, 2007 5:52 pm

Conforme por mim escrito em postagem de outro Fórum tentarei, através deste Tópico, transmitir orientação à iniciação do estudo do Talmud Babli.

Peço antecipadamente desculpas se, em minha exposição, alguma informação não corresponder à didática correcta...

Mas peço a gentileza dos que já estão em estágio avançado do estudo da literatura rabínica que me corrijam quando necessário.

Editarei as postagens deste Tópico aos poucos, mas à medida na qual os Amigos(as) possuam colocações referentes à progressão do assunto, sugestões de metodologia, etc., peço que "me somem", ok?






Então vamos lá.....


Última edição por em Sex Dez 21, 2007 10:28 am, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
liderlite
Shammes
Shammes
avatar

Número de Mensagens : 106
Idade : 26
Nome : Daniel פסח מרדחי
Data de inscrição : 22/11/2007

MensagemAssunto: Ok!   Ter Dez 18, 2007 6:06 pm

Ok clau...
Eu vou iniciar agora umas postagens de historias chassidicas(pede a Ariela para me ajudar) aqui no Forum
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.judeunagalut.blogspot.com
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Qua Dez 19, 2007 1:57 am



"
Embora eu lhe escreva a minha Torá em 10 mil preceitos, estes seriam tidos como coisa estranha"
Hoshea 8:12








O substantivo "Talmud" deriva da raiz hebraíca "Lamod" = "Estudar".

Literalmente Talmud significa "Estudo" e é a abreviação da frase "Talmud Torá" ="Estudo da Lei".

Original e historicamente o vocábulo se aplica ao "Estudo da Lei" realizado na Palestina.








Elos da transmissão da Lei Oral através da Tradição Judaíca

Moshê (Moisés)




Josué bin Nun (Josué) - Antes de falecer, Moshê escreveu os 13 rolos da Torá e ensinou a Torá Oral ao Profeta Josué.




Zejaría, Jagai e Malaji - São considerados os últimos Neviim (Profetas) através dos quais concluiu-se a "Etapa das Profecias" - prosseguiram com a transmissão da Lei Oral.




Os "Soferim" - Substantivo hebraíco no plural (singular:"sofer") cujo significados: literal:"escribas" e representativo: "homens das letras". - possuiam a missão
de examinar minunciosamente os Escritos Sagrados, garantindo que os mesmos não fossem sujeitos à adulterações.

Os Soferim eram Membros da "Anshei Kneset Hagdolá" (Grande Assembléia) - composta à época que remonta Esdras, após os Neviim com o objectivo de guardar, interpretar e legislar sobre todos os assuntos acerca das Leis da Torá.




Os "Tanaím" (também conhecidos como "Mestres da Mishná") - eruditos, profundos conhecedores da Torá e seu significado, íntegros em suas virtudes pessoais e dotados de uma "inesgotável" dedicação e desejo de "entrega".

Deram continuidade à Tradição da transmissão da Lei Oral, exercendo fielmente a função dos Profetas: "ensinar ao povo o verdadeiro caminho de D-us."

À partir da construção do Beit Hamikdash (Primeiro Grande Templo de Jerusalém) no ano 3.408 do calendário judaíco (352 antes da Era Comum, no calendário civil) foi a época marcada pela presença dos Tanaím.

Apesar de serem dotados de todas as virtudes dos Neviim, de servirem ao Criador com profundo carinho e extrema alegria; por motivos que apenas Hashém conhece; os Tanaím não manifestaram o "dom" da Profecia.

Portanto concluimos que com os "Neviim do Tanach" indefectivelmente concluiu-se a "Etapa dos Profetas".

Contudo, apesar de cessadas as Profecias, o Eterno continuou manifestando-Se de forma tão grandiosa como quando por elas, através de "Rúách Hakodesh" ("Inspiração Divina").

Diante do término das Profecias, nossos Sábios optaram por nelas basearem seus empenhos para alcançar a Revelação Divina.




Os "Amoraím" - Substantivo no plural derivado da raiz hebraica:"amor" que significa: "dizer", "falar", "explicar") - foram os alunos de Rabi Yehuda ha-Nasi (também conhecido no meio judaíco como "Nosso Santo Rabino").

"Amorá" (singular de "Amoraím") significa representativamente: "locutor", "expositor".

Entre os alunos de Rabi Yehuda ha-Nasi incluiam-se alguns de nossos mais famosos sábios: o Rabi Yochanan, o Rabi Chiya, o Rabi Hoshia e o Rabi Bar Kapara.

Ao exercerem o "Estudo da Lei", os Amoraím foram os responsáveis pela composição da Mishná reunindo todas as Leis, Tradições, comentários e explicações de toda a Torá.

A Tradição prezava que não se transmitisse a Lei Oral através da escrita pois o ensino oral, com base apenas na repetição era fundamental para que se estabelecesse uma relação aluno-professor, onde a humildade do primeiro garantiria o empenho do Mestre em conceder a Sabedoria que sempre garantiu a singularidade do povo de Israel.

No entanto, diante da destruição do Segundo Templo, preocupado com o perigo de a Torá Oral ser esquecida, Rabi Yehuda ha-Nasi decide compilar a Mishná para que, mesmo que os judeus se afastassem de seus mestres, ainda assim poderiam estudá-la, preservando o Judaísmo.

O Rabi, de Sagrada memória, concluiu seu trabalho no ano judaíco de 3.948 (188 antes da Era Comum).


O conteúdo da Mishná destaca-se pela abrangência da Halachá (Lei Judaíca), com textos relacionados basicamente com as questões jurídico-religiosas.

A escolha do nome "Mishná" deu-se para revelar que o propósito da Codificação da Lei Oral, através da escrita, era o de que seria revista continuamente, até que fosse memorizada.
Shaná: Revisão.


No entanto, os alunos de Rabi Yehuda ha-Nasi separaram-se: alguns permaneceram na Palestina e os demais emigraram para a Babilônia.

O "Estudo da Lei" realizado na Babilônia foi o responsável pela composição da "Guemara", termo que em aramaico significa "Complemento" e também "Estudo" e que representa comentários sobre a Mishná.

O Guemará foi elaborado cerca de 300 anos após a redação da Mishná.


Os Amoarim desenvolvem sua actividade simultaneamente nas duas regiões (Palestina e Babilônia).

Rabi Yochanan, trezentos anos após a destruição do Segundo Templo, redigiu o Talmud Yerushalmi (Talmud de Jerusalém) .








Obs: Gregos e latinos conferiram à tradução da palavra "Mishná" o vocábulo "Deuterosis" o que conduziu à errônea interpretação, por parte de muitos, de que ela significaria uma "segunda Lei".

À época da Inquisição Católica, clérigos alegavam que "Mishná" seria o termo que se opunha à palavra "Micrá" a qual significa: "Lei Escrita" [representada pela Torá (Pentateuco)], reforçando tal "alegação" com o argumento de que do radical hebraíco da palavra "Mishná" deriva-se o numeral "dois" ("shnáim"), portanto seria uma "segunda Lei", diferente da de D-us."

Assim, o Talmud composto pela Mishná e pela Guemará foi, pelo preconceito, falta de discernimento e sabedoria, e outros factores...um dos valiosos "Tesouros do judaísmo" que mais visaram destruir, subtraindo-o das mãos de nossos entes com o emprego de violência, para serem pilhados em fogueiras públicas.

Mágoa?
Eu diria memória....

Não conseguiram!
Penso que quanto a nós, resta-nos fazer aquilo que mais os irrita: o que sempre fizemos, desde os tempos remotos da escravidão no Egipto ou de Nabucodonosor: sobreviver.

Sejam bem vindos ao "Tesouro do Talmud"! (é um imenso prazer redigir sobre ele...)





A Torá Oral é o fator que distingue acentuadamente o Judaísmo de todas as outras religiões.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Neto
Talmid Chachan
Talmid Chachan
avatar

Número de Mensagens : 68
Data de inscrição : 29/11/2007

MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Qua Dez 19, 2007 9:56 am

Por que o Talmud como alvo??

Bem, quando se queria destruir um povo uma das formulas é: ou destruí-los ou destruir sua cultura. O Talmud, como a Clau colocou, é o diferencial judáico. E destruir o Talmud seria nevrálgico no judaísmo rabínico e sua sobrevivência. Então, ao invés de aniquilar todos os judeus um por um, bastava dar fim ao Talmud. O que seria também um duro golpe na literatura mundial.

E a mesma Igreja, que tentou destruí-lo, também muito se serviu dos judeus e do Talmud para fins teológicos. Maimônides ajudou a traduzir o "Guia dos perplexos" para o latim afim de que o clero pudesse utilizá-lo. E os rabinos durante a idade média serviram muito de guias para o clero aos originais do Tanakh.

Lutero, foi muito influênciado por Rashi, e utilizou muito o Talmud para a reforma protestante. As noventa e cinco teses mostram isso. E nos debates contra a Igreja, o segredo de Lutero era as leituras do Talmud e dos escritos de Rashi, por isso ele se saia tão bem nos jugamentos. E pra nossa grande decepção, umas das primeiras coisas que Lutero(quando da sua desvio antijudáico) sugeriu que fosse destruído foi o Talmud.

Portanto, temos de concordar que mesmo aqueles que quiseram destruí-lo também muito se serviram!!!

Chesed v'shalom aleichem
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Qua Dez 19, 2007 10:44 pm

Tens toda a razão, Neto!

Peço desculpas aos Amigos, somente agora pude aceder a internet com mais calma; mas estou editando algumas imagens para facilitar o compreendimento da estructura "não linear" do texto do Talmud, pois penso que algumas observações são muito importantes antes de iniciarmos a associação do Tanach com ele, ok?

Vou postando as imagens aos poucos, mas pretendo adiante editar esta postagem, assim como algumas imagens que foram escaneadas e, por mais que eu me esforce, não consigo melhorar a resolução!...

Por enquanto (mas sujeito a alterações futuras visando aperfeiçoar a didáctica tonando-a a mais simples possível):












Penso que à princípio não compreenderão o "porquê" das imagens, mas estou editando um método de compreensão da estrutura do texto, ok?

Chebukim!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
liderlite
Shammes
Shammes
avatar

Número de Mensagens : 106
Idade : 26
Nome : Daniel פסח מרדחי
Data de inscrição : 22/11/2007

MensagemAssunto: shalom Achot   Qui Dez 20, 2007 11:09 am

Sim achot, eu sei o que são as imagens Smile

As partes a direita, se não me engano, são os comentarios do Rashi.
As de baixo acho que são do Targun Onkelos, creio que hajam do Maimonides ou do Nachmanides a esquerda.

No centro, está a Mishná e a Guemará, mas não sei diferenciar pela cor que você ressaltou qual seja qual.

Essa é a Meguilah de Hekure Omer(veja se li direito, não sei ler muito bem sem os pontinhos) perek Shelishi(cap 3)?

Qual comentarios fica em qual lugar? Qual o lugar exato onte começa a Mishná e onde termina, onde começa e termina a Guemará?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.judeunagalut.blogspot.com
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Qui Dez 20, 2007 6:08 pm


Muito bem!!!!!!!
Esta é a Meguilah de Hekure Omer; Perek Shelishi, Capítulo 3!

Vou postando aos poucos, pois estou editando as imagens, ok, Ahuv?

Número da Página




Os Números são atribuídos às folhas, ou seja, a frente e o verso da página são numeradas com um só número.

O número é indicado por uma letra hebraíca no canto superior direito da frente da página, como visto quando o livro é aberto ( "recto") - lembre-se que a escrita hebraíca é realizada da direita para a esquerda!

As mais recentes impressões podem conter um número de página, em algarismos árabes regulares, sobre o "verso", ou seja, sobre o canto superior direito - como visto quando o livro é aberto.

A numeração da página será, portanto, o dobro do valor da folha em número hebraíco. Por exemplo, o verso da folha 11 será designada como página 22.

As referências às páginas no Talmud são sempre por número da folha com um "a" ou "b" acrescentado para distinguir entre o "recto" (frente) e verso: ex: Eruvin 22b; Makkot 8a.
Sempre que você encontrar este método de citação, com apenas o nome do Tratado, um número e um "a" ou "b", você pode estar certo que a referência é ao Talmud Babilônico.

Em citações hebraícas (incluindo o Mesoret Ha-Sha "S, etc), é comum utilizarmos um ou dois pontos após o número da folha (um intervalo de dois pontos; ". "Ou": "), a fim de distinguir entre o Recto e Verso.

A numeração sempre começa a partir da folha 2a, sendo atribuída à folha ao Título da página.









Nome do Tratado



Todo Masekhet (Tratado) no Talmud possui um único nome hebraíco que aparece no centro da margem superior.

Um Tratado é um volume que aborda um tema específico.

Por exemplo, o Seder (Ordem) de Mo'ed, lida basicamente com as festividades do calendário judaíco; existem Tratados que abordam sobre o Sábado (Shabat), a Pessach ( Pesahim), os Tabernáculos (Sukkah), as passagens de ano judaícas (Rosh Ha - Shanah ), e cada um dos outros dias santificados, individualmente.




O Talmud está dividido em seis grandes secções, chamadas sedarim (plural de seder, "ordem").
Esta é a seqüência dos sedarim no Talmud:

Seder Zeraim (sementes)
Seder Moed (festividades)
Seder Nashim (mulheres)
Seder Nezikin (prejuízos)
Seder Kodashim (sacrifícios)
Seder Tohoroth (higiene)

Cada Seder contém entre sete e doze Tractados, ou livros.
Cada Tractato é composto por Capítulos numerados.


Última edição por em Qui Dez 20, 2007 9:45 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Qui Dez 20, 2007 7:49 pm

Número do Capítulo


A cada Capítulo de um Tratato e no Talmud e na Mishná é atribuído um número, o qual é indicado na parte superior da página, em hebraíco.

Em alguns poucos casos, a ordem dos Capítulos do Talmud Babli é diferente da que segue a Mishná e o Talmud Yerushalmi.

Assim, as sequências dos dois últimos Capítulos dos Tratatos: Megillah e Sanhedrin são invertidas, o que reflecte a ordem em que foram estudados na Babilónia academias.
<hr size="2" width="100%">

Nome do Capítulo


Cada Tratado do Talmud e da Mishná é dividido em Capítulos.

Cada Capítulo possui um nome, o qual, geralmente, é derivado da palavra (ou palavras) iniciais do texto da Mishná.

Quando vários Capítulos, em um Tratado, começarem com a mesma palavra, são acrescentados alguns outros identificadores ao nome: por exemplo: "O Primeiro", "Último" "Maior" etc.

Tanto o nome como o número do Capítulo são indicados no topo da área central da página.


Última edição por em Sex Dez 21, 2007 11:46 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Qui Dez 20, 2007 9:26 pm

Ein Mishpat / Ner Mitzvah

"A Nascente da Justiça" / "A Lâmpada (Luz) do Mandamento"



Estes textos, no Talmud, foram redigidos entre os anos 1546 à 1551 da nossa Era, em Veneza, pelo Rabbi espanhol Joshua Boaz Mevorakh (Sepharadi) que viveu exilado na Itália.

Assim como os índices e várias referências cruzadas que realçam a página impressa do Talmud, esta secção apareceu originalmente na terceira edição do Talmud Babli, que foi realizada na cidade Veneza e publicada por Marco Justiniani, um cristão.


As anotações do Rabbi consistem em dois complementos compilados, que interagem-se e são os seguintes:

1. Ein Mishpat ("A nascente da Justiça", a frase foi retirada de Bereshit 14:7) - contém as principais referências aos Códigos da Lei Judaíca:

1) "Mishneh Torah", de Rambam.
2) "Arba'ah Turim", do Rabbi Jacob ben Asher
3) "Shulhan Arukh", do Rabbi Joseph Caro
4) "Sefer Mitzvot Gadol" ( "o Grande Livro dos Mandamentos") do Rabbi Moses de Coucy.


2. Ner Mitzvah ("Lâmpada do Mandamento"; leiam Mishlei 6:23; "Porque o mandamento é uma lâmpada") - onde todas as Leis codificadas, contidas em cada capítulo do Talmud, foram, pelo Rabbi, enumeradas seguindo a cronologia de seus surgimentos (ou seja, todas as Leis são indexadas no Ein Mishpat).

As notas marginais relacionam-se inclusive às minúsculas letras hebraícas incluídas no texto do Talmud, precedendo qualquer passagem onde são citadas normativas referentes aos respectivos Códigos de Lei.


Ai...cansei, ahuvim! Amanhã continuo, ok?
Laila Tov!
Chebukim!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Neto
Talmid Chachan
Talmid Chachan
avatar

Número de Mensagens : 68
Data de inscrição : 29/11/2007

MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Sex Dez 21, 2007 3:37 pm

Realmente é fascinante!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
liderlite
Shammes
Shammes
avatar

Número de Mensagens : 106
Idade : 26
Nome : Daniel פסח מרדחי
Data de inscrição : 22/11/2007

MensagemAssunto: Shabbat   Sex Dez 21, 2007 6:01 pm

Shabbat Shalom!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.judeunagalut.blogspot.com
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Seg Dez 24, 2007 6:36 pm




Foi o primeiro vídeo que fiz....mas depois irei removê-lo, melhorar o conteúdo e o tempo de carregamento.

Chebukim!


Última edição por em Qua Jan 09, 2008 10:29 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Clau
Talmidim
Talmidim
avatar

Número de Mensagens : 19
Idade : 45
Nome : Clau
Data de inscrição : 25/11/2007

MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   Qua Jan 09, 2008 10:23 am

Peço desculpas aos Amigos(as) estou realmente sem tempo para dar seguimento ao Tópico...Mas penso que à partir da próxima semana, mais tranquilamente poderei trabalhar as imagens e o conteúdo, ok?


Depois reformularei este post...deixando-o para "pós-ceder" os dos que abordam a estrutura do Talmud...

Mas como o Chaver Daniel havia questionado a respeito de quais Tratados do Talmud abordam o Tanach, segue um pequeno índice, o qual também vou, à medida do possível, ampliando:


Sobre o Jardim do Éden

Período que antecede Adão e Eva
Sobre a amplitude e a largura do "Gan" (Jardim): lemos Pessachim 94 b


A Criação de Adão e Eva
Se eles foram criados como uma única forma sob dois aspectos, ou se Eva foi criada a partir de Adam: Eruvin 18a - b e Ketuvot 8a

Se D-us originalmente criou Adão e Eva separadamente e, em seguida, fez - los como um, ou não: Eruvin 18a

Que parte de Adam foi usado para criar Eva: Eruvin 18a - b

Sobre a vestuária especial de Adam que foi criada no Sexto dia: Pessachim 54a

Eva sendo "gerada" da carne que HaShem inicialmente compôs Adam: Shabbat 95; Eruvin 18a

Será que teria sido melhor (mais fácil) para a humanidade, que D-us não Os houvesse criado?: Eruvin 13b

A concepção do corpo de Eva: Eruvin 18a - b

D-us fazendo "Shushvinin" (preparativos feitos com farinha) para o casamento de Adão e Eva: Eruvin 18b

Se Adão e Eva estavam frente a frente ou de com as suas costas voltadas um ao outro: Eruvin 18b


Sobre Adão
Adam como um dos 8 "Príncipes" (Adam, Yishai, Saul, Samuel, Amos, Tzefaniah, Tzidkiyahu/Chizkiyahu - Messiah, Eliyahu): Succah 52b

Adam "semeando" espíritos demoníacos, acidentalmente perdeu-se durante cento e trinta anos durante os quais ficou incomunicável: Eruvin 18b

Adam era um "Chasid Gadol": Eruvin 18b

Durante cento e trinta anos de incomunicabilidade Adam e Eva usavam cintos de figo folhas sobre sua pele (aparentemente como um meio de pudor, vergonha, sofrimento): Eruvin 18b

Quando Adam foi enterrado: Eruvin 53.o


Sobre Eva
Quando Eva foi enterrada: Eruvin 53.o


Sobre a Serpente
O intercurso da serpente, que afectam as gerações futuras: Shabat 145b - 146a

Como o efeito promovido pela ação da serpente foi erradicado: Shabat 146a




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
marianosbs



Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 11/02/2010

MensagemAssunto: talmud para ler   Qui Fev 11, 2010 3:17 pm

Prezados senhores

gostaria de saber se alguns de vc's tem alguma tradução do Talmud Babilônico em arquivo de computador? Gostaria de lê-lo, por motivo de ser escritor e comentá-lo aqui no Brasil.

obrigado,

aguardo

Shalom!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ORIENTAÇÃO AO ESTUDO DO TALMUD
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Orientação de Estudo para OBA
» Os Livros Sagrados Foram Escolhidos Por Orientação Divina?
» Estudo do Livro de Mateus 12: 22 a 31
» Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal – Bíblia enganosa!
» Estudo de polinômios

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Talmud Torah Online :: Talmud e Midrash :: Talmud-
Ir para: